Categorias
Markerting

6 dicas para se ter um design de qualidade

Tendo em vista o grande crescimento de aplicativos de manipulação de imagem e design, uma das preocupações que têm surgido no mercado é a qualidade do design. Qualquer pessoa com um conhecimento básico em aplicativos de edição de imagem e similares pode conseguir chegar a um resultado básico. Mas será que somente isso basta para ter um design de qualidade e se destacar no vasto mundo da comunicação visual? Vamos abordar algumas dicas que podem auxiliar no seu trajeto para um trabalho de qualidade e refinamento.

Estude muito bem o público para o qual você vai atuar.

Um erro muito comum hoje em dia é não fazer um briefing para o projeto que você foi designado. O briefing ele serve como guia e é de suma importância para um design assertivo. Então use e abuse desse recurso para obter todas as informações necessárias para o seu projeto, seja ele grande, médio ou de pequeno porte.

Design precisa ser funcional 

Outro erro muito comum na criação de qualquer peça gráfica é não pensar na funcionalidade. Design não pode ser somente um trabalho bonito, ele precisa comunicar de forma clara e eficiente. Muitos Designers, por exemplo, criam marcas que são visualmente lindas, mas pensando em funcionalidade você deve sempre se perguntar:

  • Minha peça comunica de forma clara?
  • Essa peça vai funcionar bem em diversos formatos?
  • A aplicação dela é resistente a reduções e amplificações?
  • Ela é  uma solução para o que foi criada?

Essas são perguntas que você precisa sempre ter em mente na hora da criação. Todo Designer é contratado para comunicar, então deixe sempre muito claro de forma primária e funcional, mas, claro, sem deixar o estético de lado. Afinal, design é um misto de funcional com visual. Tome sempre cuidado com o uso de cores, fontes, fotos, tudo precisa estar bem harmonizado para que o resultado seja o melhor possível.

Tenha o olhar de quem está de fora

Em geral a pessoa que vai receber a peça gráfica não tem um olhar condicionado e treinado como a de um Designer, então tente enxergar através do olhar dessa pessoa, tente ter essa sensibilidade de se colocar no lugar dessa pessoa que não sabe, por exemplo, quais foram os conceitos usados para aquela peça gráfica. Você pode pedir opinião de alguém que não esteja imerso no projeto para saber se sua peça está comunicando da forma devida. Pergunte-se sempre: Será que uma pessoa leiga vai conseguir captar a informação que o seu design precisa ter?

Cuidados com conceitos básicos do design. 

Outro erro muito comum que vemos em alguns projetos tem relação com o não uso de conceitos primários de design, como alinhamento, uso das cores e contrastes. Pode parecer coisa boba e talvez até básico demais, mas acredite muitos não têm esse cuidado na hora de criar suas peças. São 3 conceitos que dependem um do outro e se não forem usados de forma devida pode ser o “calcanhar de Aquiles” de muitos Designers, dando um aspecto de trabalho amador. Então muito cuidado com o alinhamento dos textos e imagens. Tome cuidado também com a combinação de cores, pois as cores trazem sensações e auxiliam na comunicação, e também saiba aplicar um bom contraste. Se você souber dosar bem essas 3 medidas poderá diminuir bastante a chance de dar errado na sua comunicação.

Biblioteca de referências

É sempre bom estar cercado de boas referências, uma dica bem bacana é você ter uma pasta digital ou física com peças que você acha relevantes, que tenham soluções inovadoras. Que reúna como já falamos acima, o funcional com o visual. Treinar o olhar e refiná-lo leva tempo, por isso ter peças significativas a sua volta vai te auxiliar a saber lidar com os problemas de comunicação. Visitou alguma exposição e gostou de algum material impresso? Guarde. Gostou da forma como o Designer “X” costuma resolver algumas questões de comunicação? Siga esse Designer nas redes sociais, se munir de boas referências vai te auxiliar a fazer bom uso da estética gráfica. Absorva sempre informações visuais edificantes, e também aprenda com as peças que não comunicam de forma adequada. Afinal os erros também nos ensinam.

Sempre se mantenha atualizado

Como mencionado no início do artigo, a todo momento surgem novos caminhos, novos aplicativos e, consequentemente, novas soluções gráficas. Para se ter um bom design o estudo é primordial, a todo momento é interessante estar se atualizando, seja através de palestras, workshops, cursos, entre outros. E o mais importante: Não desista de ter o design ideal. Um bom resultado sempre leva tempo e o refinamento vem com o mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *